Como golpistas “clonam” o WhatsApp de políticos para ganhar dinheiro.

Alguém de confiança pede dinheiro emprestado pelo WhatsApp. Você, solidário, faz o depósito. Só que, tempos depois, descobre que o autor do pedido era um golpista, que conseguiu “clonar” o perfil no aplicativo para se passar pela pela pessoa conhecida.

Alvo de uma ação da Polícia Federal em conjunto com a Polícia Civil nesta terça-feira (17) nos estados do Maranhão e Mato Grosso do Sul, os bandidos por trás do golpe têm entre suas vítimas ministros, deputados estaduais e federais e até uma governadora. Alguns dos atingidos chegaram a depositar R$ 70 mil.

Recentemente, outros políticos e figuras próximas ao poder também foram alvo da mesma situação. Mas como isso é possível?

Em março, a PF abriu um inquérito para averiguar uma denúncia de deputados federais e ministros, que vinham percebendo um comportamento estranho de suas contas no WhatsApp. Pessoas próximas a eles haviam recebido mensagens deles com pedidos de dinheiro.

Entre os atingidos pelo golpe estão os ministros Carlos Marun (Secretaria de Governo), Eliseu Padilha (Casa Civil) e o ex-ministros Osmar Terra (Desenvolvimento Social) e Gastão Vieira. Além deles, foram atingidos a governadora do Paraná, Cida  Borghetti (PP), e pelo menos cinco deputados estaduais, como Adriano Sarney (PV-MA).

Uma das pessoas abordadas pela conta “clonada” de Sarney chegou a depositar R$ 70 mil. Os valores pedidos nem sempre eram tão altos. Outras vítimas chegaram a enviar R$ 8 mil.

Os golpistas pediam que o dinheiro fosse depositado em contas bancárias do Banco do Brasil em São Luís, no Maranhão. A maioria delas, abertas em nome de laranjas.

No decorrer da investigação, os policiais descobriram que o golpe não só não era novo como um de seus autores já havia escapado da polícia.

Mais: https://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2018/07/17/golpistas-clonam-whatsapp

Mais do que uma solução tecnológica, somos uma decisão estratégica para as organizações.

Nossa missão é redefinir a relação das empresas com a cibersegurança e a experiência dos usuários no processo de autenticação e acesso a ativos tecnológicos.